Reforma da Previdência Social: entenda mais sobre o assunto

Foto: Divulgação

Ademais a fixação da idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, as novas regras que constituem a reforma da Previdência Social, se aprovadas, devem estipular um novo piso para as aposentadorias por invalidez, que deixarão de ter benefício integral. A proposta também pretende impedir o acúmulo no recebimento de aposentadoria e de pensão por morte.

Com a reforma, trabalhadores dos setores público e privado devem ser atingidos. A única categoria que não será afetada pelas novas normas previdenciárias, até o momento, é a dos militares.

De acordo com o Presidente Michel Temer o governo precisa endurecer as regras de acesso à aposentadoria para servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada pelo fato de que os brasileiros estão vivendo mais, sendo assim, a população tende a ter mais idosos e os jovens, responsáveis por sustentar a economia, diminuirão.

Temer ainda ressalta que o maior objetivo da proposta é sanar o déficit na Previdência Social que chega a “quase R$ 100 bilhões neste ano e projetados R$ 140 bilhões para ano que vem”, pontua.

A proposta de Emenda à Constituição sugerida pelo Executivo já foi protocolada na Câmara como PEC 287 e estará pronta para votação no plenário da Câmara em meados de maio de 2017.

Entenda como funciona a previdência e como ficará, caso a reforma seja aprovada:

Redação Jornal O Executivo com informações: portal G1

Pin It

Comentários bloqueados.