Comandante do 12º Batalhão fala da segurança pública em Camaçari

Foto: Jeane Merri

Foto: Jeane Merri

O programa Jornal O Executivo desta terça-feira (19) trouxe como tema a segurança pública em Camaçari. O tenente-coronel Henrique Melo, comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar, retratou o atual cenário da segurança na cidade e as ações desenvolvidas pela corporação.

“Nossa atuação tem sido positiva”, destaca o comandante. Até o momento 79 armas foram apreendidas pela Polícia Militar (PM) no município, somente no ano passado foram 120 armas. Ações conjuntas com a Polícia Civil prenderam cerca de 40 criminosos. Com relação aos casos de furto, Melo informa que a maioria deles (63%) acontece com transeuntes e o celular é o item mais roubado. Os furtos a estabelecimentos comerciais representam menos de 3% dos registros, o tenente-coronel afirma que esses casos têm diminuído por conta do canal de denúncia direto com os comerciantes, através do whatsapp, e de parceria com a ACEC/CDL.

Camaçari conta atualmente com cinco delegacias e duas unidades de polícia. Recentemente, recebeu do governo estadual um ônibus equipado com câmeras de segurança, que por enquanto estão monitorando a rua Maria Meire e o bairro do Nova Vitória. O município possui ainda uma rede de monitoramento com câmeras instaladas nas rodovias do Polo, Base Comunitária de Segurança (BCS) do Phoc II e em outros pontos da sede e orla. As imagens são acompanhadas por policiais na Central de Monitoramento localizada na sede do 12º Batalhão e na BCS.

E mais um equipamento de segurança será construído na cidade, trata-se do Distrito Integrado de Segurança Pública que integrará os serviços de segurança pública (Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros) e terá também o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e o Instituto Médico Legal (IML). “Essa é mais uma ferramenta de combate à criminalidade e redução da violência em nossa cidade”, ressalta. O complexo será construído na mesma área em que hoje está a 18ª Delegacia de Polícia e a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam). A iniciativa é um projeto do governo do Estado e já foi implementado em outras cidades como Itapé, Maraú e Uruçuca.

O tenente-coronel Henrique pede à população contribuição com o trabalho da polícia local. “Cuide dos seus filhos, não os abandone em nenhuma hipótese e colaborem com a polícia”, pontua. As denúncias podem ser feitas no 12º Batalhão, anonimamente no telefone 3622-7878 ou pelo Whatsapp (71) 99741-3898.

Projetos sociais

A polícia militar também visa atender à comunidade por meio de projetos sociais. Na BCS do Phoc II a população conta com aulas de dança do ventre (Projeto Lotus), capoeira (Ginga Comunitária) e curso de informática (Base.Net). As aulas são gratuitas. Para maiores informações entre em contato: 3622-7878.

Não deixe de acompanhar o programa Jornal O Executivo, exibido de segunda a sexta-feira, das 8h às 9h, na TV Litorânea, Canal 33.

Pin It

Comentários bloqueados.